quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Conceitos Básicos

   O mundo está apoiado em colunas que vão inversamente proporcionais á favor do progresso e contra os conceitos formados antigamente. Mas como isso se aplica á áreas como a arquitetura? Simples. Vemos o descaso por parte das pessoas em relação a perfeição estética e matemática do espaço onde vivem ou frequentam. Isso porque “descobriram” um tipo de arte, a qual chamam Moderna, que supostamente supre a necessidade de beleza presente em cada ser humano.

   Sigamos o exemplo dos antigos gregos e romanos ou mesmo dos bárbaros medievais que levaram décadas para concluir suas construções, mas que as deixaram para perpetuar por séculos como obra prima de beleza, harmonia e perfeição milimétrica.
   Com a tecnologia contemporânea, a facilidade com que construiriam o Coliseu ou a catedral de Notre Dame os tornariam além de mais fortes, mais belos e de rápida edificação. Mas porque então não tornar isso possível? Já é possível. Basta apenas que se explane a todos que um ambiente classicamente decorado tem muito mais valor artístico e mesmo monetário do que algo moderno e frio. E mais, ambos com o mesmo preço de custo.
   Antigamente isso seria um equívoco. Porém hoje, a tecnologia criou máquinas de entalhe, produção de peças pré-fabricadas, gesso e inovações que de forma simples facilitam a vida de quem constrói.

      O principal problema contra a reascensão do estilo clássico é a ideia de “Casa da vovó”. Quando dizem Clássico, não imaginam ambientes opulentos e pomposos, mas sim escuros, mal planejados e entediantes que viam durante a segunda metade do século XX nas casas dos mais velhos.

      Vejamos a diferença entre a “casa de uma avó” e um verdadeiro ambiente clássico.


Típica casa de idosos.

Ambiente classicamente decorado.


   Não há comparação. Um é antiquado e outro é atraente aos olhos.
   E, por isso, convido-os para explorar e aprender sobre a mágica do Classicismo, do Gótico, do Neoclassicismo e do Barroco acompanhando as postagens deste blog.

Comete e dê sua opinião!

Início

Translate

Copyright © Arquitetura Clássica | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes